O site FDRMX fez uma resenha sobre o lyric video de ‘English Girls’, a nova música do quinto álbum da banda, American Candy. Confira:

O The Maine lançou o seu primeiro single, “English Girls”, do seu próximo e quinto álbum, American Candy. Os iniciais stream no SoundCloud e pacotes de pré-encomenda disponíveis no site da banda foram rapidamente seguidos pelo lançamento de um lyric video hilário, tudo o que levou o título da música (#EnglishGirls) saltar para os trending topics do Twitter nos Estados Unidos poucas horas depois do lançamento. O quinteto pode ter continuado a amadurecer o seu som com o primeiro single do American Candy, mas a sua abordagem no lyric video certamente ecoa a atitude despreocupada e divertida do seu início de moletons neons e camisetas com estampas metálicas.

Enquanto sua aparência física e seu som continuaram a evoluir, o lyric video de “English Girls” deixou claro que eles ainda são os mesmos caras amantes de diversão, mas que têm um foco mais refinado quando se trata de sua marca. O vídeo começa com os membros sob uma forte luz entre duas torres construídas por balões azuis, e embaixo de um banner com o título da música estampada nele.

Ele gira em torno de cada membro individualmente, revelando o traje bizarro de cada um: A camisa prata brilhante e o cabelo penteado para trás, fazendo uma reminiscência dos dias do disco, do guitarrista/vocalista Kennedy Brock; A tiara, a máscara de borboleta e o echarpe do baterista Patrick Kirch; A jaqueta de couro com tachas do baixista Garrett Nickelsen, e o cabelo e a maquiagem escura cobrindo o seu rosto, e o híbrido de chapéu/peruca e o trompete do guitarrista Jared Monaco. O único “normal” é o vocalista John O’Callaghan, que está simplesmente vestindo uma camiseta preta e segurando uma bebida na mão. O’Callaghan começa o conceito do vídeo com o microfone em uma mão e a bebida em outra, enquanto as letras aparecem na parte inferior da tela, como em um monitor de karaokê.

Embora perceba-se claramente que eles estavam tentando usar essa vibe, os figurinos e os balões fazem mais parecer como uma reunião da escola que deu errado. O’Callaghan segue o vídeo de forma similar a como ele age no palco, enquanto Brock, Kirch and Monaco fazem a sincronia labial e dançam com o microfone e os seus respectivos adereços. Nickelsen, no entanto, caracteriza um estereótipo gótico ao mal se mexer e evitando contato visual enquanto murmura as letras da música, oferecendo um humor inesperado à produção.

A letra da nova música é uma história de amor bem uniforme, similar ao que se espera dos mais recentes esforços do The Maine. O’Callaghan narra a interação entre um americano cafajeste e uma loira inglesa, sobre a perspectiva de um grupo de adolescentes (“I can tell he’s pouring honey / Into her ear as / Us teenage kids were getting pissed on cider and black”). O adolescente está chocado com o que o cafajeste diz para a menina, como diz no refrão “And the words he spoke left me in disbelief / He said / “Smoke whatever you’ve got left, / It’s getting late and we don’t have much to lose”/ Well she said, / “English girls they just like sex” / I couldn’t believe when he said ‘I’ve got news for you,’ / ‘American boys do too.’”

O The Maine cairá na estrada em abril e maio para a turnê do American Candy, com o apoio de Real Friends, Knuckle Puck e The Technicolors. O American Candy é uma sequência do Forever Halloween, lançado em 2013, e da versão deluxe do mesmo, de 2014. O álbum estará disponível em 31 de Março através da 8123, mas vários pacotes de pré-encomenda já estão acessíveis no wearethemaine.net.

Fonte.