Pela terceira vez no Brasil, o The Maine chega com a sua mais recente turnê, “The 8123 Tour”, e certamente com um público ainda maior, já que estão com data dupla em São Paulo, além de shows no Rio de Janeiro, em Curitiba e em Porto Alegre. O site Punknet conversou com o guitarrista Jared a respeito das expectativas para os shows, a relação com os fãs brasileiros e sobre os novos trabalhos da banda.

PUNKnet – Após duas passagens pelo Brasil, incluindo a gravação de um DVD, quais são as expectativas para essa nova turnê pelo país?

Jared – Nós temos muita sorte de ter a oportunidade de realizar turnês no Brasil no passado. Eu acho que neste momento sabemos que os shows vão ser diferentes de qualquer show que fizemos em qualquer outro lugar. Há algo tão inspirador sobre estar em um palco no Brasil. Nós amamos isso. Estamos esperando esses shows para ser um lembrete do por que nós amamos tanto o Brasil.

PUNKnet – O que os fãs podem esperar de novidade para estas apresentações?

Jared – Estamos tocando cerca de 20 músicas, velhas, não tão velhas, e novas. Temos várias surpresas guardadas que eu não quero entregar ainda! Os fãs podem certamente esperar para ouvir músicas de todos os álbuns.

PUNKnet – Vocês ainda se arriscam em aprender português?

Jared – Eu sempre aprendo a dizer algumas coisas e depois as esqueço ao longo do tempo. Kennedy é incrível com o aprendizado de novas línguas, é uma espécie de coisa dele. Ele pode entender português muito bem agora.

PUNKnet – Como você define a relação da banda com o público brasileiro?

Jared – É tão diferente de outros locais que viajamos porque os nossos fãs brasileiros realmente querem nos conhecer e estão dispostos a esperar o dia todo por uma chance. Os shows são muito maiores e isso torna mais difícil de encontrar com cada fã. Desta vez, estamos fazendo realmente um grande meet and greet antes dos shows para que possamos dizer oi para o máximo de pessoas que for possível. É importante para nós.

PUNKnet – “The 8123 Tour” vem para divulgar o disco Forever Halloween, lançado no ano passado. O que mudou nesse trabalho em relação aos lançados anteriormente?

Jared – Eu acho que é apenas uma progressão natural da nossa banda. Gravamos o álbum ao vivo, então eu acho que a maior diferença que eu notei é que ele soa muito perto das gravações quando tocamos essas canções no palco. Ele parece um pouco mais real

PUNKnet – Como surgiu a ideia de gravar o EP Imaginary Numbers, o primeiro em formato acústico?

Jared – Queríamos gravar algum material acústico porque nós realmente nunca tínhamos tentado no passado. Em vez de re-gravação de canções mais antigas, decidimos fazer cinco canções inéditas. Algumas delas vieram de demos que nunca chegaram a estar em um álbum, e algumas delas foram totalmente novas. Gravamos Imaginary Numbers no 8123 Studios. Foi o primeiro projeto a sair do nosso novo estúdio em AZ.

PUNKnet – O The Maine completou sete anos de existência. O que você destacam desses anos de carreira da banda?

Jared – Sinceramente para mim houve vários destaques. Os que se destacam mais são as turnês internacionais e a filmagem de Anthem for a Dying Breed em São Paulo. Nunca pensei que poderia deixar os EUA para fazer shows em outros países. Ainda é surreal para mim que é uma realidade. Eu estou constantemente lembrando que a nossa banda cresceu para chegar a lugares que eu nunca pensei que fosse possível.

PUNKnet – Como foi o processo de produção do An Acoustic Evening With The Maine? O que você pode adiantar sobre ele?

Jared – Tivemos uma ideia para montar um setlist de versões acústicas de nossas músicas. Incluía coisas do Imaginary Numbers, mas queríamos brincar com os instrumentos de nossos álbuns anteriores também. Nós acabamos com cerca de 18 canções. Depois nós ensaiamos o novo set, estivemos em turnê por um par de semanas e terminamos em Tempe, Arizona. Decidimos filmar o show em casa porque tem este belo auditório (Tempe Center for the Arts) e significou muito estar de volta em nossa cidade natal. Acho que resume todo o nossa empreitada acústico de lançar Imaginary Numbers para o final da turnê “Acoustic Evening”.

PUNKnet – Quais os planos da banda para o restante do ano?

Jared – Nós vamos estar em turnê quase sem parar! Depois do Brasil, estamos na Van’s Warped Tour novamente. Eu acho que no outono estaremos fazendo mais coisas internacionais e, em seguida, provavelmente terá uma turnê nos EUA novamente. Neste ponto, estamos reservados até o final de 2014. Tenho certeza de que no final do ano vamos começar a pensar no álbum número cinco, mas por agora o nosso foco está na turnê e em tocar Forever Halloween para tantas pessoas quanto for possível.

Fonte